Imagem
BalTec roseta do processo de rebitagem radial explicada

Tecnologia de rebitagem radial

Basicamente, a aplicação determina o processo.

Na maioria dos casos, sempre que uniões de alta qualidade são exigidas ou como aplicações críticas, a tecnologia de rebitagem radial é o procedimento adequado, pois é um processo delicado, que requer pouca força para deslocar o material necessário. Como resultado, obtém-se uma alta qualidade. 

Excelente estrutura da superfície da cabeça rebitada
Com o processo de rebitagem radial, a ferramenta não gira. O atrito entre a ferramenta e a peça é, portanto, mínimo. O resultado é uma excelente estrutura na superfície.
Carga de peças reduzidas
Até os rebites de cerâmica ou de baquelite podem ser rebitados. As forças laterais são insignificantes. Apoiar a peça de trabalho é simples. O travamento geralmente não é necessário.
Rebitagem tangencial
É um processo entre rebitagem radial e orbital. O padrão é como o processo orbital, mas com alguns benefícios do processo radial. Porém o caminho do punção não passa pelo centro. Este processo é utilizado em casos especiais.

Legenda: Cada padrão de roseta R passa pelo centro Z. O eixo longitudinal do molde de rebitagem ainda intersecta o rebite no ponto N. O rebite é deformado em três direcções. Radialmente para fora, radialmente para dentro, e sobrepondo-se também tangencialmente (circular).

Ferramentas de Conformação & Perfis de Ferramentas

REBITAGEM RADIAL

Todas as máquinas de rebitagem BalTec vem instaladas de série com porta ferramentas e calota de pressão. O comprimento da ferramenta (Ls) e o raio da calota de pressão (Rp) resultam da altura livre desejada (H).

Legenda cabeça de rebitagem radial:
1 = porta ferramentas
2 = calota de pressão
3 = ferramenta de rebitagem

Imagem
BalTec secção transversal da cabeça de rebitagem radial com ferramenta de moldagem

Ferramentas de rebitagem de alta qualidade - fabricadas internamente

 

Modelos de rebitagem radial RN/RNE  081, 151, 181, 231, ER/ET 03, 15

Raio
Rp
Comprimento da
ferrameta Ls
Altura
livre H
Diâmetro
da haste Ds
Ângulo de
inclinação α
65 39 18 10 6° 02'
80 54 33 10 4° 47'
100 74 53 10 3° 44'
120 94 73 10 3° 04'
132 106 85 10 2° 46'


Modelos de rebitagem radial RN/RNE  281, 331, 381, 431, ER/ET 30, 50

Raio
Rp
Comprimento da
ferrameta Ls
Altura
livre H
Diâmetro
da haste Ds
Ângulo de
inclinação α
100 68 28 20 5 ° 37'
116 184 44 20 4° 47'
132 100 60 20 4° 10'
148 116 76 20 3° 41'
170 138 98 20 3° 10'
191 159 119 20 2° 49'
240 208 168 20 2° 13'


Modelos de rebitagem radial RN/RNE  481

Raio
Rp
Comprimento da
ferrameta Ls
Altura
livre H
Diâmetro
da haste Ds
Ângulo de
inclinação α
148 100 45 30 6° 15'
196 148 93 30 4° 38'
240 192 137 30 3° 45'
290 242 187 30 3° 04'
Brochura BalTec para ter uma visão mais próxima da gama de produtos da empresa, dos seus serviços e da sua presença global.

Cativante: As diferenças de velocidade mostram uma das vantagens do ELECTRIC em relação aos dispositivos tradicionais.

Diversidade no seu melhor: uma variedade de sequências de rebitagem radial.

Rebitagem radial vs. prensagem

Contacte-nos hoje

Esta questão é para testar se você é um visitante humano ou não a fim de prevenir submissões automáticas de spam.


Precisa de mais informações sobre o método de rebitagem radial? Ou não conseguiu encontrar o que precisa? Informe-nos sobre isso.

 

Contacte-nos numa das nossas filiais BalTec ou envie-nos um e-mail com o seu pedido. Estamos aqui para si - em todo o mundo.